domingo, setembro 24, 2006

Um peso

Já faz hoje oito dias.
Oito dias e este peso não me abandona.
Trabalho num serviço com uma senhora que me disse um dia: "Depois de nascerem os filhos o nosso coração nunca mais tem descanso. Nunca estamos bem. Se não é por isto, é por aquilo. Vai ver...... nunca mais vai conseguir ter o mesmo tipo de sossego".
Remoí aquilo uns tempos. Procurei não dar muita importância.... mas é uma verdade.
Especialmente a parte do "nunca estamos bem". É um facto.
No passado domingo chegámos a casa para jantar já tarde.
Assim que pôs o pé dentro da porta o pedido impôs-se: "Qué vê o Piquei!".
Ok, lá começou o dvd a rolar, enquanto fazíamos a janta.
Que para ela foram duas ou três colheradas e adeus, que o filme é bem mais interessante.
Nesse dia ficámos na cozinha a ver um programa que nos interessava aos dois.
Só que aquilo demorou mais que o esperado. Mas não me preocupei muito, porque pensei que a pequenita estava feliz a ver o seu filme favorito.
Entretanto ouvi a música final do "Piquei" e fiquei à espera do "ciclone" habitual de "O Piquei já acabou. Põe out(r)a vez!". Mas.......... nada! Silêncio.
Fui à sala e senti mesmo como se uma mão se apertasse em volta do meu coração.
A minha princesa tinha adormecido, na sua posição favorita, de barriga para baixo, em pleno sofá.
Não consegui evitar uma sensação de peso de consciência, de culpa, de tristeza por ela.
Por ter adormecido ali, sózinha, sem os carinhos, os beijinhos, as histórias habituais.
Até acho que sinto falta da berraria habitual, e que nesse dia não houve.
Mas é o facto de ter adormecido ali sózinha que me pesa.
E pesa, continua a pesar.... até hoje.
Não consigo deixar de sentir que nesse dia falhei.
Os momentos passados com eles assim pequeninos fogem tão depressa como um punhado de areia por entre os dedos, pelo que acho que não podemos dar ao luxo de os desperdiçar.
É que não voltam mais. Vejo isso quando o Pedro faz agora uma expressões e galreia e já não me consigo lembrar como era a Mariana a fazer isso.
Desculpa filha por te ter deixado sózinha naquele dia.
Vou tentar emendar.

3 Comments:

Blogger Páginas escondidas said...

Concordo ctg que o tempo passa demasiad rápido, e que não devemos desperdíçar certos momentos...
Mas não te martirizes.. ela adormeceu, pq estava cansadita... e o casal tb precisa desses momentos!!! ;)

24/9/06 16:43  
Blogger Isabel Pinheiro said...

Não te culpes por tê-la deixado sozinha... de certeza que não é uma coisa comum, e uma vez, não são vezes.

Tenho a certeza que irás compensá-la vida fora!!!

É natural que não te lembres de tudo... os anos passam, e, o importante mesmo é não desperdiçar os momentos... e não lembrarmo-nos deles!!!

bjs

isa

25/9/06 09:10  
Blogger Mãe Babada said...

Há coisas que não valem um chavo mas que para nós, pais, têm um valor desmedido. Compreendo-te bem :)

27/9/06 22:34  

Enviar um comentário

<< Home