terça-feira, novembro 21, 2006

As séries da minha vida (2)

As coisas cá em casa mudaram um pouquinho.
A bem dizer... um pouquinho quase nada.
Em termos de séries de Tv nada a dizer: "As pistas da Blue" rules!
Mesmo que seja o episódio 10 repetido pela 100ª vez.
O momento é solene e não pode haver nada a perturbar a concentração da cachopa.
Mas, paulatinamente, há uma outra série que vai conquistando a pulso o seu próprio espaço.
E vai-o fazendo de forma tão segura que já tivemos que adquirir um dvd.
Falo é claro dessa obra prima da animação infantil que é o Ruca.
Uma verdadeira obra-prima...
Vou dar de barato o facto do puto ter três anos e ser careca de todo, enquanto a irmã, de um ou dois anos, tem uma cabeleira farta. Isso ainda passa...
Agora o que não pode passar em claro são aqueles pais.
Aqueles pais não existem! Não podem.
Aqueles pais são a criação de alguma mente retorcida, nascidos unicamente para nos torturarem a nós (pais verdadeiros), e nos deixarem à beira de uma grave depressão.
É que a malvadez é tal que eles nem sequer têm nomes: são o pai e a mãe.
Indefinidos, ou seja transmitem aquela mensagem subliminar de que podiam ser qualquer um de nós.
O referido casal nunca (NUNCA) "se passa" com o cachopo.
Nunca lhe mandam um berro, nunca o põem de castigo, nunca...
Pelo contrário têm sempre uma palavra para pacificar, para entender tudo.
Não é possível!
Não há pais que aguentem esta competição. É impossível!
No episódio de hoje o rapazito desata a correr e espalha-se, fazendo uma ferida nos joelhos.
Qual foi a reacção da mãe? Esta:
- Ó meu fofinho....
Deixei de ouvir a partir daqui.
"Ó meu fofinho"?
Mas então a intervenção mais normal não seria:
- Vês? Eu bem te disse para não andares sempre a correr e para veres bem por onde andas. E pára de chorar ou ainda levas por cima."
Eu acho que isto sim, seria uma reacção normal. Mas se calhar estou enganado...
O problema em não adoptar a postura dos pais do Ruca é qualquer dia ter uma pirralha a dizer-me:
- Papá, o pai do Ruca não berra por causa dele achar que o lugar da água durante o banho é mais do lado de fora da banheira do que dentro,
ou:
- Papá, o pai do Ruca não se põe a amarinhar pelas paredes só porque ele achou que a tv pintada com lápis de cera e lápis de cor ficava muito mais gira.

Não há hipótese: nunca vou ser um pai como o do Ruca.

15 Comments:

Blogger Mamã da Chixa said...

Como eu te compreendo! E a minha filhota ainda nem liga muito desenhos animados (3 meses)... Realmente eu sinto-me um verdadeiro fracasso como mãe, perante pais tão "porreiros" como os do Ruca!
É a primeira vez que participo no teu blog e dou-te os meus parabéns, escreves lindamente. Sou a Neusa dos escuteiros.
Beijo para ti, mamã gaivota e o pequerruchos

21/11/06 18:11  
Blogger pedroepedrofilho said...

Estou do teu lado!!
Tambem quero ser um pai como o do Ruca.
Abraço. Pedro

21/11/06 18:50  
Blogger Páginas escondidas said...

LOl.... simplesmente adorei o post!!! :)
nunca serei uma mãe como o do Ruca :)adoraria... mas....as x não dá mesmo!!!! :)
meu Gonçalo é fã do Ruca :)

21/11/06 19:20  
Blogger Ana Sousa said...

Ai o que eu me ri!!!
Nem tu nem ninguem!
E acredita, mesmo depois de estares mais ou menos há 2 anos a levar com essa serie todos os dias, te consegues surpreender com aqueles pais!

22/11/06 10:33  
Anonymous sara a princesa said...

olá!

Claro que ninguém consegue ser exactamente igual...por mais que quisessemos...
A minha filha com 6meses já fica petreficada a olhar quando vê o Ruca, até parece que está a perceber tudinho!!


jinhos

22/11/06 12:47  
Blogger Margarida said...

LOLLL
Eu não queria ser uma mãe como a do Ruca :)

bjs

22/11/06 15:15  
Anonymous Anónimo said...

Tem as suas vantagens os momentos "Ruca": é que enquanto o meu puto de 3 anos e meio está a ver o dito cujo, está sentado, sossegado, calado! E, boa parte das vezes o irmão dele de oito anos também! Moral da história: Enquanto está a passar o Ruca na televisão sou uma mãe como a dele! Porquê perguntam vocês? Pois então eles estão sossegados e até comem o que eu ponho à frente! Mas... só nesses momentos "Ruca" fora isso não há pachorra para tanta paciência materna/paterna! Quem sonha com as alegrias de ter "rebentos" meus queridos pensem que nem tudo são rosas! É duro! Muito duro! E agora já estarão alguns a comentar: "que mazinha! Não deve gostar dos filhos!" Maldade a vossa! Por gostar tanto deles é que que me martirizo por não ser tudo rosas...
Beijinhos à família "Gaivota"

22/11/06 15:28  
Blogger Mamã da Chixa said...

Oi sou a Neusa outra vez! Foi através de uma amiga minha escuteira da Borralha, a Lili. O marido tem um blog e eu achei piada mas quando ela me disse que tinha uma surpresa pra me mostrar, nunca pensei que fosse o teu blog. Bem o que nós nos rimos com as peripécias dos teus filhotes, só tu para nos pores bem dispostas! Aliás ela foi mãe na sexta passada e tá a começar a sentir na pele o gostinho de ser mãe.
Vou ver se me esmero e escrevo mais, tou preguiçosa!
Já pensaste escrever um livro? Se quiseres ilustro com muito prazer um dia que queiras experimentar.
Bjokas pra todos

22/11/06 19:59  
Blogger kitty said...

Pois, acho que não vais conseguir ser um pai "exemplar" como o pai desse tal Ruca!
Bjs

22/11/06 22:22  
Blogger Salta Pocinhas said...

lololol
É concorrencia desleal!
Lá em casa o filme é o mesmo.
E o Duarte das pistas da Blue, nao te dá urticária? Os miúdos adoram! ;)
Gostei do teu cantinho. Vou voltar!
beijinhos
p.s. cá para mim os papás do Ruca andam a fumar umas coisas

23/11/06 12:45  
Blogger Bekas C. said...

Essa de ele ser completamente careca também me intriga....
;)

23/11/06 15:59  
Blogger margarida said...

LOOOL!
Nunca tinha visto os pais do Ruca nessa perspectiva mas estás cobertinho de razão!
E olha que eu também já tenho umas valentes horas (deverei antes dizer dias?!!!) de Ruca...

23/11/06 17:01  
Blogger maria said...

tens toda a razão...daqui a nada vais ser o grande alvo de comparação, prepara-te...
bjnho
bom fds

25/11/06 00:54  
Blogger Patrícia said...

Adorei este post ... é uma competição desleal ... também acho!!

Beijinhos

27/11/06 15:16  
Blogger Ana Rodrigues said...

hahahaha
Por alguma razão a minha filha já me disse 'a mãe do ruca diz sempre que sim e tu dizes sempre que não!'.... o raio desta série ainda faz os miudos pensarem que somos mauzinhos para eles!!
:-)

Essa da irmã do ruca ir crescendo com cabelo... e ele não.... acho mal!
É que assim fazem-nos pensar que o miudo tem alguma doença!

27/11/06 16:52  

Enviar um comentário

<< Home